Há séculos o tabagismo está presente na vida das pessoas em todo o mundo. O hábito de fumar está relatado em livros de história dentre os mais variados povos antigos. Deixando de lado todas as justificativas positivas para o consumo, abordaremos aqui os efeitos nocivos deste hábito, que figura entre as substâncias mais prejudiciais para o Ser Humano, afetando quase a totalidade do organismo.

Mas, o que o cigarro, que é consumido pelas vias respiratórias, tem a ver com os órgãos do trato urogenital?

Na urologia, o cigarro tem significativa importância para o surgimento de inúmeras doenças, dentre elas: câncer de bexiga e vias urinárias, câncer de rim, disfunção erétil, inflamação e irritabilidade vesical. Uma vez inaladas, as substâncias são absorvidas na corrente sanguínea e os órgãos urológicos são sensíveis aos componentes do cigarro e inúmeras alterações podem ser observadas.

Dando ênfase à oncologia, o tabagismo é o principal fator associado ao aparecimento do câncer de bexiga. O hábito de fumar está presente em torno de 70 a 80% dos pacientes que tem esta doença. Esse risco ainda continua por décadas, mesmo após cessar a exposição.

Com relação ao câncer renal, o tabagismo representa um dos poucos fatores independentes para o desenvolvimento tumoral.

O dano gerado nas artérias de todo o organismo, inclusive no pênis, pode levar à disfunção sexual erétil (DSE).

Portanto, as medidas preventivas e campanhas contra o tabagismo devem ser enfatizadas! A luta contra este vício tem que ser de todos. Mudanças de hábito e um estilo de vida saudável são essenciais para um melhor funcionamento das células e consequentemente, preservação dos órgãos; desta forma é possível envelhecer com qualidade.

OBS:

A consulta médica não deve ser substituída por nenhuma informação escrita. Para agendamento, entre em contato:

Clínica Primazie

Rua Borges Lagoa, 1070, cj 115

(11) 4563-3475 / (11) 98908-9519 (WhatsApp)

× Marcar uma consulta!
Agende online Agende Via WhatsApp

Agende sua consulta Online ou via WhatsApp