O verão é a estação do ano mais aguardada pela maioria das pessoas. Ela é sinônimo de férias, praia, sol, calor… como isso poderia afetar sua saúde?

Os climas quentes nesta estação do ano favorecem a maior transpiração e perda de água através de secreções fisiológicas do organismo. A consequência disso pode ser a desidratação, que leva a inúmeros danos no corpo, dentre eles, a precipitação de doenças renais incipientes. Já sabemos que justamente entre novembro e março é o período que mais ocorrem crises de cólica renal e cirurgias urológicas devido a cálculos renais impactados no ureter.

E porquê a falta de água causa pedras renais?

A resposta é simples e vem lá da adolescência, na escola: equilíbrio ácido-base e sua relação com os atributos da água (H2O).

Uma vez não tendo este componente essencial em quantidade necessária para suprir a falta causada pela desidratação, ocorrerá um desequilíbrio local com consequente precipitação de sais e formação de cálculos. Agrava-se ainda mais se o indivíduo em questão tiver outros pequenos distúrbios gerados por hábitos alimentares inadequados, sua genética ou outras doenças sistêmicas.

Recomenda-se então a ingestão diária de pelo menos 2 litros de líquidos (preferencialmente água), de forma regular ao longo do dia.

Logicamente isso dependerá da atividade física realizada, da exposição a climas mais ou menos quentes, tipos de alimentos ingeridos e condições clínicas associadas a outras doenças.

A exposição solar inadequada pode causar ainda inúmeras alterações oftalmológicas e dermatológicas, incluindo os cânceres de pele, que são os mais frequentes do ser humano.

Portanto, curta bem o verão! Aproveite o sol, a praia e o calor tendo sempre em mente os cuidados com sua saúde!

× Marcar uma consulta!
Agende online Agende Via WhatsApp

Agende sua consulta Online ou via WhatsApp