Dia Mundial de Combate ao Câncer: é urgente falar em exercícios físicos

De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), somente em 2018 foram registrados no Brasil 300.140 casos de câncer na população masculina e 282.450 na população feminina. (https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer). Mas, nesse Dia Mundial de Combate ao Câncer queremos lembrar que uma das formas de prevenção é manter a saúde em dia, com uma alimentação balanceada e prática regular de atividades físicas. E isso só depende de cada um de nós!

Os números registrados pelo INCA são alarmantes e demonstram a importância de divulgar hábitos e mudanças de estilo de vida que ajudam na prevenção da doença.

Como a atividade física auxilia no combate ao câncer?

A prática de exercícios físicos moderados, pelo menos três vezes por semana, pode fazer toda diferença na nossa saúde e bem-estar. A Sociedade Americana de Câncer (ACS) recomenda uma rotina de duas horas e meia de atividades moderadas por semana, além de 30 minutos de treinamento com pesos. (https://elischolar.library.yale.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=2016&context=ymtdl🙂

Essas simples medidas podem reduzir o risco dos mais variados tipos de câncer. Numerosos estudos demonstraram a importância da atividade física na prevenção da neoplasias.

Caminhar, correr, jogar tênis ou até mesmo praticar jardinagem são formas de exercício. Não só queimam calorias, como também podem ajudar a diminuir a ansiedade e a fadiga durante o tratamento e o combate ao câncer.

Vários estudos mostraram um aumento significativo nas chance de cura de pacientes que praticavam atividade física (especialmente nos portadores de câncer de mama, colorretal e próstata).  

O diagnóstico de câncer não vai exigir repouso absoluto, muito pelo contrário! Os exercícios são um poderoso aliado na prevenção e na tolerância de eventuais efeitos colaterais do tratamento. (Fonte: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/exercicios-ajudam-na-prevencao-e-no-tratamento-posdiagnostico-do-cancer/10007/7/)

Como os exercícios ajudam a prevenir a formação de um tumor?

Você pode estar se perguntando, mas de que forma exercitar-se regularmente diminui o risco de um tumor surgir em nosso organismo?

Pois bem, a atividade física diária melhora a imunidade e exerce efeito antiinflamatório, reduzindo o estresse oxidativo, isto é, a produção de radicais livres, agentes que podem prejudicar o metabolismo das células e ocasionar danos ao DNA e outras estruturas nobres, como o RNA, lipídios e proteínas. Radicais livres também promovem o mau funcionamento do sistema de reparo do DNA, contribuindo para a proliferação de células com mutações, ou seja, o desenvolvimento do tumor maligno.

Estudos também apontam que a atividade física tem relação com a proteção contra o câncer em diversos outros níveis:

  • na indução da carcinogênese (nome dado ao processo de formação e progressão tumoral)
  • na supressão da angiogênese (formação de novos vasos que alimentam o tumor)
  • nos níveis hormonais, na redução de processos inflamatórios e da gordura abdominal. Essa gordura acumulada apresenta atividade metabólica e influencia os níveis de hormônios circulantes que são associados à carcinogênese de alguns tumores, como o câncer de mama, endométrio, próstata e cólon.

Alimentação e combate ao câncer

De acordo com o Ministério da Saúde, a mudança alimentar é igualmente importante para uma série de benefícios ao organismo. Frutas, verduras, legumes e cereais integrais contêm nutrientes (vitaminas, fibras e outros compostos) que auxiliam as defesas naturais do corpo na destruição de carcinógenos antes que eles causem sérios danos às células. Esse tipo de alimento também pode bloquear ou reverter os estágios iniciais do processo de carcinogênese e, portanto, devem ser consumidos com frequência.

Por isso, é fundamental cuidar da alimentação: comer menos gorduras, principalmente de origem animal e diminuir gradativamente o açúcar e o sal. Vale lembrar: nada em excesso faz bem.

Estudos comprovaram que uma alimentação rica em nutrientes ajuda a diminuir o risco de câncer de pulmão, cólon, reto, estômago, boca, faringe e esôfago. Há indícios de que reduzem também o risco de câncer de mama, bexiga, laringe e pâncreas e, possivelmente, o de ovário, endométrio, colo de útero, tireóide, fígado, próstata e rim.

Dos números de novos casos registrados em homens pelo INCA em 2018, cerca de 31,7%, ou seja, 68.220 pessoas, foram acometidas por câncer de próstata.

Mas não se preocupe com esses números somente no Dia de Combate ao Câncer. Não se preocupe somente quando você tem dúvidas sobre alterações no formato, tamanho normal da próstata ou quando apresenta sintomas urinários. Cuidar de sua saúde tem que ser um hábito diário!

Dicas para se exercitar e viver melhor

  1. Use as escadas em vez do elevador
  2. Estacione longe do destino e caminhe até lá
  3. Use bicicleta ou vá a pé para o trabalho
  4. Reserve um tempo para atividades físicas ou esportes
  5. Participe de caminhadas ou corridas
  6. Escolha as atividades que você realmente goste e que exijam o mínimo de equipamentos e instalações. Alongar, caminhar, correr e pular corda são exercícios ideais para iniciar sua atividade física
  7. Identifique em sua comunidade programas de educação física ou de lazer em parques e praças que não requerem muitos recursos
  8. Selecione horários e opções compatíveis com seu estilo de vida
× Marcar uma consulta!
Agende online Agende Via WhatsApp

Agende sua consulta Online ou via WhatsApp